Programa Escola Interativa já abrange 200 salas em SJC – 29/11/2014

O programa Escola Interativa alcançou neste sábado (29) a marca de 17 escolas atendidas e mais de 200 salas interativas instaladas no Ensino Fundamental da rede pública de São José dos Campos, somando quase 14 mil estudantes beneficiados.
O novo sistema de aprendizagem chegou desta vez à Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Jacyra Vieira Baracho, no Jardim Veneza, região sul da cidade. Na unidade, que passa a contar com 12 salas interativas, serão contemplados pelo programa 464 estudantes do 5º ao 9º ano e 312 do 1º ao 4º ano.
Desde que começou, no final de julho, o programa já apresenta os primeiros resultados no desempenho dos estudantes, que afirmam que as aulas estão mais interessantes e dinâmicas.
Na EMEF Jacyra Vieira Baracho, a diretora Cleusa das Dores Moraes Silva elogiou a iniciativa e disse aos mais de 400 pais presentes à entrega de tablets deste sábado que o programa vai fazer a diferença no aprendizado dos estudantes.
O prefeito ressaltou a importância da participação dos pais no acompanhamento escolar. “Da mesma forma que vocês acompanham hoje os cadernos, as tarefas, nós queremos que vocês passem a fazer o mesmo com o tablet.”
Neste sábado, foram entregues tablets aos alunos do 5° ao 9° ano da unidade. Márcia da Silva Nogueira elogiou o programa e disse que vai ajudar no estudo da filha Alice, do 6° ano da escola, nos trabalhos de casa. “É um avanço para todos.”
Anderson Garcia, pai do menino Pedro, também do 6° ano, tem a mesma opinião. “A informática e a tecnologia fazem parte do nosso cotidiano. Então esse programa veio agregar ainda mais aos estudos.”
O programa
Até o final do próximo ano, toda a rede pública de ensino de São José dos Campos poderá contar com o programa, que irá beneficiar mais de 33 mil alunos do Ensino Fundamental.
Cada sala de aula será equipada com os seguintes recursos tecnológicos: servidor, notebook do professor, tablet do aluno, projetor interativo integrado com os demais equipamentos e conteúdo virtual obtido por meio de acesso à internet via wifi.
Os tablets dos alunos são monitorados pelo professor em sala de aula e, sempre que necessário, podem ser bloqueados e inutilizados no caso de furto ou roubo do equipamento. O desbloqueio é possível somente por meio da Secretaria de Educação.