Programa Escola Interativa da Prefeitura é destaque no Senado – 07/07/2015

A Escola Interativa foi um dos destaques da audiência que debateu a universalização da banda larga no país, realizada nesta terça-feira (7) no Senado Federal, em Brasília. O programa da Prefeitura de São José dos Campos foi apresentado pelo prefeito.
O encontro foi convocado pelo presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado, Cristovam Buarque. O prefeito demonstrou os avanços proporcionados pela Escola Interativa, implantado em julho do ano passado na rede municipal de São José.
“Apresentamos as inovações que já alcançamos com o programa Escola Interativa. Em vídeos feitos pelos próprios professores já podemos ver como a tecnologia se integra à sala de aula com naturalidade pelas crianças, que já nasceram neste mundo digital”, explicou.
O programa promove a integração da tecnologia como ferramenta do processo de ensino e aprendizagem. Isso é feito por meio da utilização de notebooks pelos professores, projetores interativos nas salas e tablets para os alunos. Tudo integrado por meio de uma rede com antenas wi-fi e um servidor com velocidade de conexão que varia de 10 Mbps a 30 Mbps.
A iniciativa foi elogiada na audiência pelo presidente da Telebras, Jorge Bittar. “O que há de antigo? Levar internet para as escolas ou dar computadores e tablets para os alunos. Mas são experiências fragmentadas. O que há de novo? A experiência de São José dos Campos, numa estrutura sistêmica, integrando tudo, com capacitação, mudando a realidade da escola”, afirmou.
O sistema já está em 238 salas de 17 escolas de Ensino Fundamental, onde mais de 17 mil alunos receberam tablets e foram beneficiados. Já na Educação Infantil, cada escola recebe uma sala interativa, com projetor e 32 tablets para uso pedagógico. Nesta faixa de ensino, 59 unidades e mais 17 mil alunos já foram beneficiados.
Os professores também foram capacitados e receberam 3.200 notebooks. A meta é que o Programa seja implantado em todas as escolas da rede municipal, atendendo 62 mil alunos do Educação Infantil e Ensino Fundamental, até fim de 2016.
Para o presidente do colegiado, senador Cristovam Buarque, a exemplo do que está em andamento nas escolas de São José, o quadro-negro deve ser aposentado. “Quadro-negro tem que ir para o museu, é como carruagem”, disse Buarque.