Posts na categoria "Inaugurações"

Publicado em 15/09/2015

Prefeitura inaugura Laboratório de Educação Digital e Interativa – 03/08/2015


A Prefeitura de São José dos Campos inaugurou na manhã desta segunda-feira (3) o LEDI (Laboratório de Educação Digital e Interativa). Um centro de inteligência do Programa “Escola Interativa”, que funcionará em parceria com renomadas instituições: Unifesp – Campus de São José, Centro de Tecnologia da Informação (CTI) Renato Archer, de Campinas, Fundação Lemann e Parque Tecnológico.

O LEDI foi instalado nas dependências do Cedemp (Centro de Educação Empreendedora), no bairro Floradas de São José, região sul da cidade. A cerimônia de abertura contou com apresentações do Clube do Choro Pixinguinha da Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR) e Coral da Secretaria de Educação, que encantaram o público.

Na ocasião, as parcerias foram firmadas entre o prefeito e os representantes das instituições: diretor da Unifesp, Luiz Leduíno de Salles Neto; diretor-presidente do Instituto Lemmann, Denis Fernando Mizne; Victor Pellegrini Mammana, diretor do CTI Renato Archer; e o diretor geral do Parque Tecnológico.

O prefeito fez uma explanação sobre o programa, ressaltou a importância da tecnologia em sala de aula e agradeceu o apoio das primeiras instituições parceiras. “O Programa Escola Interativa está dando aos professores a possibilidade de revolucionarem suas aulas, tornando-as mais dinâmicas e participativas”, afirmou. “Não trata-se de um programa de governo, mas voltado para a qualidade da rede municipal de ensino e da cidade”, acrescentou.

Entusiasmados com o novo desafio, os parceiros foram unânimes em elogiar a iniciativa da Prefeitura e ressaltar a contribuição do programa para as gerações futuras. “São José dos Campos está à frente, não conheço nenhum projeto no Brasil com essa plenitude. Abraçamos esse projeto no primeiro momento”, afirmou o diretor do CTI Renato Archer, Victor Pellegrinni Mammana.

Professora da rede há dez anos, Cibele Alves, que atua na EMEF (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Professora Maria Ofélia Veneziani Pedrosa, também elogiou o programa e a implantação do LEDI. “A tecnologia vem para aguçar o interesse da criança pelos estudos, essa geração já está inserida no mundo da tecnologia e a sala de aula precisa acompanhar essa evolução para não fazer com que esse interesse pelo estudo acabe”, disse.

O que é o LEDI

O LEDI está inserido no Programa Escola Interativa, um novo processo de aprendizagem que une tecnologia e pedagogia que vem sendo implantando na rede municipal de ensino de São José. O programa completou um ano de criação em julho.

Até o momento, a Escola Interativa foi implantada em 17 Escolas de Ensino Fundamental (EMEFS) e em 63 Salas de Leitura Interativa nas escolas de Educação Infantil. O programa prevê a implantação de salas interativas nas 46 EMEFS da rede.

Para o secretário municipal de Educação, o LEDI é o ‘cérebro’ do Programa Escola Interativa. “Um grande programa empreendedor desse governo para a cidade”, enfatizou.

No Laboratório de Educação, serão realizadas atividades de Inclusão Digital, Educação Tecnológica e criação de conteúdo educativo digital, inclusive aplicativos e jogos pedagógicos que serão instalados nos tablets.

Além disso, serão oferecidos cursos de técnica de programação –como as linguagens de Scratch e Python. O objetivo é que os alunos sejam capazes de escrever pequenos programas de computador.

A equipe da Fundação Lemann vai dar continuidade à implantação das plataformas Kan Academy, Programaê! e Ensino Híbrido, recursos tecnológicos que já vêm sendo utilizados com sucesso por alguns professores em salas de aula.

As oficinas do LEDI serão disponibilizadas aos educadores da rede, alunos e posteriormente serão abertas à comunidade em geral.

Publicado em 14/09/2015

Modelo de Escola Interativa começa a funcionar – 24/07/2014


A primeira unidade modelo do Programa Escola Interativa começa a funcionar na próxima segunda-feira (28). É a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Professora Mariana Teixeira Cornélio, na Vila Dirce, região do Jardim Telespark, que vai colocar em prática uma nova dinâmica no processo de aprendizagem que une tecnologia e pedagogia. A escola, localizada na região norte, irá trabalhar com 16 salas interativas.

O Programa Escola Interativa será implantado na rede municipal de ensino de São José dos Campos de forma gradual até 2016. Cada sala de aula será equipada com os seguintes recursos tecnológicos: servidor, notebook do professor, tablet do aluno, projetor interativo integrado com os demais equipamentos e conteúdo virtual obtido por meio de acesso à internet via wifi.

Os primeiros tablets para os alunos serão entregues pela Prefeitura neste sábado (26), às 10h, na EMEF Mariana Teixeira (Rua Benedito Pereira Lima 200). São 453 equipamentos destinados aos alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental que serão utilizados mediante contrato de comodato assinado pelos pais ou responsáveis.

O secretário de Educação explica que os conteúdos poderão ser apresentados e ministrados de forma dinâmica no Projetor Interativo e os alunos poderão interagir com colegas, professor e com o próprio conteúdo.

“A sala de aula será aberta para um novo universo de possibilidades, podendo levar o aluno para o mundo ou trazer o mundo para dentro da sala, totalmente interligados e de acordo com a política educacional”, afirmou.

Testes de segurança

Nesta quinta-feira (24), uma equipe da Secretaria de Educação e técnicos de informática convidados fizeram uma demonstração do sistema de segurança dos tablets, no Centro de Formação do Educador (CEFE) Professora Leny Bevilacqua.

Os tablets de cada aluno poderão ser monitorados pelo professor em sala de aula e, sempre que necessário, poderão ser bloqueados e inutilizados no caso de furto ou roubo do equipamento. O desbloqueio será possível somente por meio da Secretaria de Educação.

“A escola modelo servirá para refinarmos o programa, tanto nas questões administrativas, pedagógicas e operacionais”, disse João Borges, gerente do setor de informática da Secretaria de Educação.

Comunidade conhece o programa

Na primeira etapa, o projeto prevê a implantação de 566 salas interativas em 41 escolas de Ensino Fundamental. O programa contempla a entrega de um tablet por aluno do 6º ao 9º ano, somando 18 mil equipamentos entregues.  Esses tablets terão conteúdos pedagógicos básicos instalados, estarão interligados via wifi e serão monitorados e integrados ao servidor da sala de aula e ao notebook do professor.

O programa também contempla a inclusão da comunidade, permitindo o acesso das famílias às novas ferramentas tecnológicas para apoio e incentivo aos alunos. Foi o que já aconteceu na escola modelo EMEF Mariana Teixeira, no início da semana, quando os pais puderam conhecer o programa na prática e esclarecer dúvidas.

O programa foi bem aceito pelos pais, como para o casal Andréa e Roberto Carlos Pereira, que são pais da Isabela, 12 anos, e da Maria Eduarda, 12 anos. “É um grande incentivo à tecnologia e vai ajudar bastante nos estudos”, disse Andréa.

Quem também aprovou o programa foi a dona de casa Simone Silva Adriano, mãe dos alunos Daniel, 12 anos, e Felipe, 8 anos. “Achei muito interessante, irá incentivar os estudos e ainda facilitar a comunicação com o professor”, afirmou.

Desde o lançamento, a equipe da Secretaria de Educação realizou mais de 30 apresentações do Programa Escola Interativa para diversos segmentos da sociedade, como representantes de escolas públicas e particulares, imprensa, universidades, sindicatos, conselhos municipais, vereadores, empresários e organizações representativas da sociedade. O objetivo foi divulgar os detalhes do programa, ouvir opiniões e esclarecer dúvidas.

Publicado em 14/09/2015

Prefeitura de São José lança Programa Escola Interativa – 24/02/2014


A Prefeitura de São José dos Campos lançou na tarde desta segunda-feira (24/02), no Centro de Formação do Educador (Cefe) “Professora Leny Bevilacqua”, em Santana, o ‘Programa Escola Interativa’. A data foi marcada pelo início da entrega de notebooks aos educadores da rede municipal de ensino.
O programa tem o objetivo de promover um grande salto nos recursos à disposição dos educadores para qualificar e estimular a aprendizagem, por meio de interatividade digital entre professores e alunos, proporcionada pelo uso de notebooks, projetores interativos e tablets.
“O Programa Escola Interativa vai agregar à rede municipal, que já é boa, a tecnologia de informação, permitindo que nossos educadores e alunos tenham as ferramentas  necessárias para o acesso às novas tecnologias”, disse o prefeito de São José dos Campos.
Para o secretário de Educação, este programa representa a mais importante mudança em relação aos recursos que a rede municipal possui em sala de aula. “É o início de uma nova era, com a disponibilização de tecnologia de ponta para educadores e alunos, com conteúdo de qualidade”, afirmou.
O programa foi aprovado pelos educadores. Foi o caso da diretora Meire Vana, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Professor Luiz Leite, no bairro Galo Branco, região Leste. “Com o Programa Escola Interativa, os alunos podem se conectar ao mundo de forma interativa e inovadora. Possibilita uma ampliação do conteúdo acadêmico apresentado pelos professores em sala de aula, incentivando os alunos não apenas ao estudo, mas também a ir além com novas pesquisas”, afirmou.
Foto: Claudio Capucho